PV deve decidir até amanhã (08) rumo a seguir nas eleições em São Luís

 


A direção municipal do Partido Verde anunciou ontem, em contato com O Estado, que a sigla deve definir até amanhã o rumo a tomar na eleição para prefeito de São Luís.

A legenda entraria na disputa para a Prefeitura com o deputado estadual Adriano Sarney, mas este abdicou do projeto há pouco mais de uma semana, alegando dificuldades no processo em virtude do pouco tempo de TV e do veto a sua participação em três dos principais debates da cidade – o da TV Mirante aí incluído.

Apesar de não estar mais na disputa majoritária, o PV lançou 40 nomes para vagas na Câmara Municipal e uma reunião com esses candidatos deve definir uma posição oficial. O encontro está marcado para amanhã.

“Nós chamamos todos os nosso candidatos para conversar na quinta-feira. Será uma assembleia com todos os candidatos para apresentar as alternativas e definir”, afirmou Bárbara Soeiro, presidente municipal do partido.

Motivos – Numa “Carta aos candidatos e eleitores do PV em São Luís”, Adriano explicou, no fim do mês de setembro, os motivos da saída da disputa. Segundo o parlamentar verde, a possibilidade de ser excluído de debates fez minarem suas chances de crescimento.

“Devido ao nosso limitado tempo de TV – 6 segundos-, estávamos confiando na presença nos debates para expormos nossas ideias e mostrarmos para as pessoas nosso diferencial: conhecimento e experiência econômica e administrativa para levarmos São Luís para um novo patamar de desenvolvimento. O momento pede um gestor qualificado e me sinto preparado para assumir essa responsabilidade de superarmos a maior crise econômica e social das últimas décadas”, destacou em comunicado.

Para o parlamentar e agora ex-candidato a prefeito da capital, o objetivo é eleger o máximo possível de vereadores do partido. A expectativa é saber para qual ou quais candidatos o percentual de votos de Adriano Sarney migrará.

Membro do partido, o deputado César Pires lamentou a saída e disse que, para ele, São Luís “perde a oportunidade de ter um jovem competente e compromissado no debate de ideias para transformar São Luís em uma cidade moderna e desenvolvida”.

Ainda de acordo com o deputado, Adriano “não teria espaço na mídia para apresentar suas propostas”.

O Estado do Maranhão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Necessita-se de realistas

SJR: Juventude Solidária protagoniza ação social

Fábio Gentil e Paulo Marinho Júnior são diplomados em Caxias