Festival Guarnicê de Cinema terá homenagem aos profissionais de saúde que atuam na pandemia

 


SÃO LUÍS - A solenidade de abertura do Festival Guarnicê de Cinema, marcada para o dia 14 de outubro, às 19h, na Concha Acústica da Cidade Universitária da UFMA, contará ainda com homenagens a nomes que marcaram a história do festival e também reconhecerá a importância da atuação dos profissionais de saúde durante a pandemia. O ator Othon Bastos, a atriz Dida Maranhão, o desenhista industrial Ezequiel Filho, o ator e professor Luiz Pazzini e um médico serão homenageados.

As homenagens serão feitas em forma de vídeo, e cada homenageado (ou um representante indicado) receberá o troféu Guarnicê na Concha Acústica da Cidade Universitária. O profissional de saúde representante da classe receberá o troféu das mãos do médico e reitor da UFMA, Natalino Salgado

O ator baiano Othon Bastos é um dos maiores nomes da dramaturgia brasileira em todos os tempos. No teatro, trabalhou em “O Auto da Compadecida”, de Ariano Suassuna, e em “Calabar – O Elogio da Traição”, de Chico Buarque e Ruy Guerra. No cinema, Othon atuou em mais de 70 filmes, entre eles “Deus e o Diabo na Terra no Sol” e “O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro”, ambos dirigidos por Glauber Rocha. O Guarnicê realizará a Mostra Especial Othon Bastos, com a exibição de alguns filmes que contam com a participação do ator.

A atriz Cleonildes Beserra de Magalhães, de nome artístico Dida Maranhão, já foi premiada como melhor diretora de arte no Guarnicê em duas ocasiões: em 2017, com o filme “Lamparina Aurora”, e em 2019 com o filme “Aurora – O Encontro dos Polos”. Outro homenageado, o desenhista industrial da UFMA Ezequiel Filho já participou da montagem do material gráfico de diversas edições do Guarnicê. Por fim, o ator e professor Luiz Roberto de Souza, conhecido como Luiz Pazzini, é um dos fundadores do curso de Licenciatura em Teatro da UFMA e dirigiu o grupo teatral Cena Aberta por quase 20 anos. Pazzini faleceu no dia 29 de abril, em decorrência de complicações causadas pela covid-19.

A professora Cássia Pires, em nome do Departamento de Artes Cênicas da UFMA e do grupo Cena Aberta, comentou a homenagem a Luiz Pazzini: “Nós ficamos muito felizes com a possibilidade de o Guarnicê homenagear o Luiz pela sua obra, pela sua arte e pelo seu trabalho dedicado à cultura maranhense”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Necessita-se de realistas

SJR: Juventude Solidária protagoniza ação social

Fábio Gentil e Paulo Marinho Júnior são diplomados em Caxias